Mas te reconheço… Em rostos de desconhecidos por aqui…

Carrego os sonhos do mundo
Quilos de chumbo
No peito pesam mais

Te ouço ao vento
E fecho as cortinas
Pra respirar

Me sirva mais um trago
Do estrago que te faz tão bem

E deixa, ao menos desta vez,
A insensatez te guiar

Sem tempo nem saudade
Não te cabe
A minha casa

Desata o laço
Aperta o passo
A cidade apaga

Me sirva mais um trago
Do estrago que te faz tão bem

A luz apaga
Mas o fogo em teu peito me conduz

Enquanto os outros dormem
Enquanto os outros dormem
Enquanto todos dormem

Carrego os sonhos do mundo
Quilos de chumbo no peito pesam mais

Termina a madrugada
Não sobra nada, nada

Mas te reconheço
Em rostos de desconhecidos por aqui

Enquanto os outros dormem
Enquanto os outros dormem
Enquanto todos dormem.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s